6.9.11

Dedinhos-sombra_large
Por mais quilómetros que nos estejam a separar fisicamente neste momento, eu sinto-te aqui. Sinto-te perto de mim e mais, sinto-te dentro de mim. Não seria egoísta ao ponto de não querer que aí estivesses, aliás até posso não querer, mas não o digo. Eu sei que esta é a oportunidade da tua vida e é, se calhar, a melhor que vais ter durante todo o teu percurso e por isso, eu fico feliz por ti. Fico feliz por estares feliz. O melhor que tens a fazer agora é aproveitá-la o melhor que podes, e é isso mesmo que tens feito. És um orgulho, o meu orgulho. A distância apaga as pequenas paixões mas fortalece as grandes, e parece que a nossa cada vez está mais fortalecida. Eu nunca, mas nunca vou desistir deste sonho. Como já te disse, agarra a minha mão porque estamos juntos nisto até ao fim, não te vou deixar cair prometo. Acredito tanto nisto tal como sei que estamos em Setembro, e não me perguntes o porquê pois não sei de onde vem esta força mas o que é certo é que ela me chama para ti. Não são palavras de uma hora ou de um dia, são palavras de uma vida, vida essa que quero partilhar contigo.. Um dia mais tarde, só tu e eu. Nós e os nossos sonhos, e a nossa felicidade. É isto, e o resto tu sabes.
Uma vez mais: Estou à tua espera. Amote, sem hífen.

16 comentários:

  1. texto cheio de emoção! adorei .. força*

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. não tens de quê :)
    ainda bem e obrigada eu :3

    ResponderEliminar
  4. obrigada :D
    estou em Línguas e Humanidades :) e tu estudas?

    ResponderEliminar
  5. está lindo, identifico-me neste texto, parabéns (:

    ResponderEliminar
  6. não me podia mais ver neste texto, sou tão eu também mas sabes? a distância não é nada

    ResponderEliminar