26.6.12

680994-10-1340605804572_large
Pode até tudo esgotar, a paciência acabar ou o coração apertar, que eu de ti não abdicarei. A força do nosso amor move-me contra tudo aquilo que me tenta derrubar, e nessa luta eu venço. Mesmo que as lágrimas dêem sinal de existência e me façam padecer, eu acabo por sair vitoriosa e ganhar um sorriso. E só essa força é capaz de me levar ao sorriso. Por isso, eu não abdicarei de ti meu amor. Nem de ti, nem de nenhum dos meus. Aqueles que me fazem angariar razões para rasgar os lábios, no silêncio da felicidade. Todos os que me estendem a mão sem pensar duas vezes e não descansam enquanto a minha não apertar, com toda a força, a vontade de lutar. Desses sim, eu tenho a certeza que não desistirei. Afinal de contas, o tempo passa e as pessoas passam com ele. É inútil a dedicação investida naqueles que apenas querem ser como o tempo: uma passagem. A minha vida não é nem pode ser uma colheita de passagens, por isso: que fiquem os meus e se desvaneça o resto. O resto, é apenas resto e de restos ninguém vive. 

11 comentários:

  1. Verdades são para serem ditas. Eu gostei mesmo da força que estas palavras carregam, a sério. Sabes, dá a quem as lê, muita força também!

    ResponderEliminar
  2. nem por isso amor, falta tantas vezes a inspiração s:

    ResponderEliminar
  3. Sinceramente nao. Mas eu fui para la muito nervosa, nao consegui fazer nada de jeito.

    ResponderEliminar