13.4.12

Tumblr_lgcyb1vowu1qbvs6xo1_500_large_large
Algo de que não sou capaz é de me render perante o destino. É certo e sabido que ele, de uma maneira ou de outra, reage na minha vida, positiva ou negativamente. Mas isto não. Não posso deixar que tu, que deverias ser o meu ídolo, sejas a pessoa que mais me faz sofrer. Apesar de não depender de mim, não posso deixar. E sabes, às vezes gostava de ser como o vento para ti. Ser invisível aos teus olhos e mesmo assim conseguir dar-te aqueles abanões na esperança que os interpretasses da maneira que eu quero. Da maneira correta. Que pensasses que tens uma filha e que o que dizes e fazes a magoa. Magoa mesmo e o coração dela fica tão apertado como se o tivesses fechado entre a tua mão. E estas são cicatrizes das quais nunca me conseguirei livrar. Oh, eu não pedi para nascer e também não tive a oportunidade de escolher a que família queria pertencer. E por muito que me deites abaixo, eu vou continuar sempre, pelo menos tento, a ser mais forte que isso e a lutar pela minha felicidade. E olha, só espero que um dia não venhas a pagar a dobrar por tudo o que me tens feito passar. A mim e à mulher extraordinária que me trouxe ao mundo. Mas se isso acontecer, se ficares sozinho e acabado, quero que o teu último pensamento antes de fechares os olhos se prenda nas memórias que tens de uma filha que sempre tentou captar o melhor lado que existe em ti. Mesmo que por vezes impossível, ela tentou. Eu tentei. 

44 comentários:

  1. vou mostrando alguma coisa aos poucos :)

    ResponderEliminar
  2. Desafio para ti no meu blog :D

    http://apontamento-bernardo.blogspot.pt/2012/04/desafio.html

    ResponderEliminar
  3. uhwnjdnxdo, chorei com este texto :/

    ResponderEliminar
  4. Compreendo-te muito bem....!
    Um beijinho, força!

    ResponderEliminar
  5. Passo a explicar, no que trata a figura paterna, sou muito sentimental :/ no meu dia de anos umas amigas minhas estavam-me a contar que o pai de um amigo delas tinha morrido e eu fiquei mesmo afetada :/ depois uma delas disse "imagina se fossem o nosso pai" (de cada uma) e começamos a dizer o que faríamos, digamos... E eu comecei a chorar potes :/
    Mas adorava saber a tua historia princesa!

    ResponderEliminar
  6. tenho princesa :/ mas que atitudes é que ele tem que são assim tão cruéis? :s

    ResponderEliminar
  7. Lamento por teres um pai assim... e eu , melhor que muita gente, posso entender perfeitamente do que falas. ah, era suposto termos uma familia feliz, quando na verdade parte dela é a nossa maior desilusão... Se precisares de falar, estou aqui a ouvir-te. :)

    ResponderEliminar
  8. depende do que queiras dizer com "semelhante"... mas penso que sim.

    ResponderEliminar
  9. Eu nao tenho necessidade, porque já é passado... agora tu é que aparentas ter necessidade de falar

    ResponderEliminar
  10. Acredita que mereces muito amor e hás-de ser!

    ResponderEliminar
  11. espero que o teu pai se aperceba da dor que te causa e da infelicidade que se entranha em ti, por causa dele. oh, só espero!

    ResponderEliminar
  12. Ai, como me custou ler isto /:
    Mafalda, tens de ser forte e mostrar que afinal vale a pena acreditar. Ele há-de entender. Vais ver que sim!

    ResponderEliminar
  13. Não sei princesinha. Vou escrevendo nos dois. O outro está público

    ResponderEliminar
  14. meu deus, como vi a minha vida nestas palavras...

    ResponderEliminar
  15. a minha relação com o meu pai também não é das melhores...

    ResponderEliminar
  16. oh, princesa, acho que já gastei as palavras todas a falar no meu pai. ele pensa que mostrar aos outros que gosta de mim é ao oferecer-me coisas materiais. por fora, toda a gente diz que ele me adora e não percebe quando digo o contrário. ele não é capaz de me perguntar como me correu o dia. nunca me vida me pediu desculpa, nem a mim nem à minha mãe pelas coisas que fez. nunca ouvi essa palavra da boca dele... dói, já chorei vezes sem conta, mas foram vinte anos nisto. eu tenho agora vinte anos, já não choro. porque já não me importo, já não quero saber...

    ResponderEliminar
  17. Se quiseres contar-me a historia, estás a vontade, estou aqui :)

    ResponderEliminar
  18. já gastei as palavras todas, não sou mais capaz de discutir para o fazer entender que prendas de valor a mim não aquecem o coração...

    ResponderEliminar
  19. a mim já não. sabes, as palavras já não me destroem o coração. não dá mais, já atingiu o limite. sabes, tornou-se mais fácil desde que encontrei o meu maior refúgio: o meu namorado. ele percebe bem o que sinto, e por vezes é nele que descarrego tudo. bem, quanto à minha mãe, ela também já não fala. A minha relação com ela é mãe-filha-amigas. é a minha maior conselheira. e ele passa-nos um bocado ao lado. se bem que agora tem andado a tentar remediar toda a porcaria que fez em anos. mas a minha mãe construiu uma parede à volta do coração e só sabe ser fria com ele. às vezes dói-me ver, mas ele merece. e custa-me saber isso... este ambiente por vezes corta-me a respiração. mas foi ele que assim o quis. e tu, princesa... conta-me a tua história. não quero ser só eu a falar...

    ResponderEliminar
  20. Percebo-te perfeitamente. Sei que custa, e o quanto custa. mas olha, estou por aqui, se um dia quiseres falar, sabes como entrar em contato comigo :)

    ResponderEliminar
  21. eu nunca saí porque tenho noção que não tinha como me sustentar. atrasei-me nos estudos, e estudar e trabalhar ao mesmo tempo para mim não ia dar. estou no 11º, quando acabar o 12º aí sim, tenho nos meus planos ir morar com o meu namorado. se ambos trabalharmos e continuarmos juntos é claro, o que eu não duvido que aconteça. também não saí pela minha avó, sei que depois da morte do meu avô isso seria um desgosto para ela. o meu pai e ela não se falam, pois ele após uma bruta discussão, disse-lhe as maiores barbaridades. ela é mãe da minha mãe e sempre o tratou como um filho, e ele nunca soube retribuir... enfim, quero sair mas tenho os pés bem assentes na terra. quero ir com segurança para não ter de voltar. e sempre que o fizer é pela minha mãe...

    ResponderEliminar
  22. não te preocupes, fica tudo guardado e não publicado.
    eu sei que custa continuar assim, mas a vida vai-nos recompensar... sabes, rezo todos os dias para que o meu namorado não venha a ser com os nossos filhos, aquilo que o meu pai é para mim...

    ResponderEliminar
  23. vais ver, tudo vai correr pelo melhor princesa. <3

    ResponderEliminar
  24. és linda, sabes disso, não sabes?

    ResponderEliminar
  25. http://www.facebook.com/photo.php?fbid=382888585089054&set=a.382786995099213.91159.264167150294532&type=3&permPage=1 Ajuda-me a ganhar e metes gosto, sfv!

    ResponderEliminar